Skip to content
Pássaros Exóticos

Coleiro

O coleiro é uma espécie de pássaro brasileira, comum em praticamente todas as regiões do país, exceto na região Amazônica e do nordeste.

Conhecido também como coleirinho, Papa Arroz e Tuí Tuí, seu canto é belo e suave, motivo pelo qual tem sido cada vez mais comum a criação como animal de estimação.

O nome científico do coleiro é Sporophila Caerulescens, que faz referência à cor azulada do animal e à sua predileção alimentar por sementes.

Por se tratar de uma espécie nativa, a criação do coleiro exige autorização e registro junto ao IBAMA, motivo o qual não tem diminuído a procura pela espécie.

Coleiro
Foto: Reprodução.

A seguir, conheça as principais características, comportamentos, criação e canto do coleiro.

Características do Coleiro

O coleiro mede em torno de 10 cm de comprimento, possui temperamento dócil, o que facilitou sua adaptação ao ambiente doméstico. As cores possuem variações de acordo com a espécie, sendo as mais comuns: cinza, preto e branco.

A expectativa de vida do pássaro é de 20 anos, fato o qual está diretamente relacionado à alta resistência adquirida pela espécie em seu ambiente natural.

A característica mais marcante do coleiro para os criadores de ave é o canto diferenciado da ave, além da facilidade de criação e de reprodução.

Fêmea de Coleiro

Os coleiro apresentam algumas diferenças entre o macho e a fêmea, sendo as principais:

– As fêmeas não possuem o colar branco e preto;

– As fêmeas não possuem o “bigode” na região do bico;

– Os bicos do macho são amarelados, os da fêmea são mais escuros;

– Alguns machos possuem peito branco ou amarelo, enquanto as fêmeas possuem coloração uniforme;

– A fêmea possui cor “parda”, com alguns detalhes mais escuros na região das costas.

Reprodução Coleiro
Foto: Reprodução

Reprodução

A maturidade sexual do coleiro começa a partir do primeiro ano de vida, sendo o período reprodutivo entre outubro a fevereiro, nesta época o casal se afasta do grupo e constrói o ninho, o macho fica encarregado de afastar outros machos da fêmea.

A fêmea do coleiro coloca na maioria das vezes 2 ovos no ninho e, o período de encubação gira em torno de 15 dias, com 30 dias de vida o filhote já esta apto a comer sozinho.

Para reprodução em cativeiro recomenda aproximar o casal, colocando-os próximos, mas em gaiolas separadas, o macho começará a cantar para a fêmea e no momento que os dois ficarem sempre perto um do outro, eles podem ficar na mesma gaiola.

Cabe lembrar a necessidade de colocar um ninho para eles e reforçar a alimentação.

Principais espécies

O pássaro possui três subespécies, as quais:

  • Sporophila caerulescens: é a espécie mais conhecida e “original” do coleiro, ocorre em praticamente todo o território brasileiro e em países vizinhos; As fêmeas não cantam e, apresentam coloração mais escura do que o macho.
  • Sporophila caerulescens hellmayri : também conhecido como coleiro-baiano é resultado do cruzamento de coleiros com outras espécies,  possuem coloração escura do píleo à nuca;
  • Sporophila caerulescens yungae (Gyldenstolpe, 1941): também é resultado do cruzamento com outras espécies, possuem coloração acidentada em toda a região da cabeça (não possui ocorrência no Brasil).

Como Criar o Coleiro

A criação da ave é simples, basicamente deve se atentar à alimentação e os cuidados com o abrigo do animal (a gaiola).

Como Criar o Coleiro
Foto: Reprodução

Alimentação do Coleiro

Como mencionado anteriormente, o coleiro gosta de sementes e também de arroz. A espécie também aprecia frutos, quirera de milho e algumas verduras.

Existe também no mercado, uma gama de alimentos para os coleiros, estas geralmente são elaboradas a partir da demanda nutricional do animal.

Gaiola Ideal

A gaiola ideal para o coleiro é a feita de puro arame, com medidas superiores a: 60 cm de comprimento, 30 cm de largura e 35 de altura.

É importante que a mesma possua um espaço (grade) que evite que o animal tenha acesso ao fundo da gaiola.

A higienização deve ser feita diariamente ou a cada dois dias e, as mesmas devem possuir potes para a comida, água e para o animal se banhar.

Média de Preço do Pássaro

As informações sobre o preço do coleiro são divergentes, entretanto, foram encontrados preços a partir de R$ 200,00.

Lembrando que, a criação deve ser autorizada pelo IBAMA, por isso, antes de comprar verifique se o comercio possui autorização e exija sua nota fiscal.

Ouvir ou Baixar Canto do Coleiro

Como já mencionado, o canto do coleiro é uma das principais características deste pássaro. O canto é melodioso, suave e uniforme.

É possível encontrar o som do canto do coleiro baixar na internet.

A espécie é também uma das principais competidoras em torneios de fibra.

Para saber se o animal é “de fibra” basta observar se ele canta em qualquer ambiente, mesmo que não seja a “casa” dele e se ele gosta de cantar perto de outros pássaros, se atende a estas duas características, pode ser considerado “de fibra” e pode participar de torneios, evento favorito entre os amantes dos cantos de pássaro.

Coleiro
5 (100%) 7 votes